Urgência do Hospital Regional de Currais Novos é fechada por falta de plantonistas

A urgência do Hospital Regional Doutor Mariano Coelho, de Currais Novos, está fechada por 24 horas. O médico plantonista do dia avisou que não iria comparecer para o trabalho e, devido a isso, o diretor médico da unidade, Pedro Cabral, comunicou que o hospital estará fechado. Ele solicitou uma viatura da Polícia Militar para dar suporte à urgencia.

Fechamento

Pedro Cabral informou que a urgência pode fechar por tempo indeterminado a partir da próxima sexta-feira (29) por falta de médicos. Segundo o diretor administrativo da unidade, Bernardo Gomes, o hospital só tem quatro médicos plantonistas concursados pelo Estado, e atende a 24 municípios da região Seridó.

A direção do hospital enviou um ofício ao Governo do Estado esta semana, e, caso as reivindicações não sejam cumpridas, a unidade hospitalar paralisará as atividades. Além da disponibilização de mais médicos, também foi pedido ao Governo mais recursos para o hospital.

O hospital

Na sua fundação, em 1943, era administrado pela diocese de Caicó. Inicialmente funcionou na Casa de São Vicente em forma de albergue, recolhendo os que necessitavam de abrigo ou os acometidos de enfermidades. No ano de 1964, o RN cedeu à paróquia de Sant'Ana, diocese de Caicó, instalações edificadas conforme arquitetura hospitalar, onde hoje funciona o Hospital Regional, dando início a uma parceria entre o Estado e a fundação "Padre João Maria e Maternidade Ananília Regina".

O Hospital é uma sociedade de fins filantrópicos reconhecida pelo Ministério de Assistência e Promoção Social conveniado com a Secretaria Pública do Estado do Rio Grande do Norte. As decisões são tomadas mediante um Conselho Administrativo no qual é representado pela Fundação Padre João Maria (entidade da diocese de Caicó) e pela Diretoria Executiva que é formada por três diretores.

O Hospital tem alcance regional e atende 24 municípios da região, sendo estes: Acari, Bodó, Caicó, Campo Redondo, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Cruzeta, Equador, Florânia, Ipueira, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Jucurutu, Lagoa Nova, Ouro Branco, Parelhas, Santa Cruz, Santana do Matos, Santana do Seridó, São João do Sabugi, São José do Seridó, São Vicente, Tenente Laurentino Cruz e Timbaúba dos Batista.

Mensalmente o atendimento de urgência recebe cerca de 4.800 usuários e realiza uma média de 520 internações. O Hospital possui 108 leitos, desses 96 estão cadastros no SUS. Dispõe também de atendimentos diversos em clínicas específicas para tratamentos como Clínica Médica, Clínica Cirúrgica, Clínica Obstétrica, Clínica Pediátrica, UTI Geral Adulto, UTI Neonatal, Centro Cirúrgico, Centro Obstétrico e outros.

O Hospital está inserido em vários programas e projetos, tais como: Programa de Aleitamento Materno, Programa de Humanização (Posso Ajudar), Programa Multiplicação, Programa Renascer, Projeto Alma - Arte Livre Mente Aberta, Projeto Atando Laços com a Vida e o Projeto Reciclar.

TN Online