RN tem 5 municípios entre os 100 do Brasil com menor cobertura vacinal contra poliomielite

Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

O Rio Grande do Norte tem cinco cidades entre as 100 do Brasil com menor cobertura vacinal contra a poliomielite. Os dados são do Ministério da Saúde e foram repassados a pedido do G1.

Os municípios que fazem parte dessa lista são Lagoa Salgada (1º lugar), Pedro Velho (45º) , Pedra Preta (53º), Carnaúba dos Dantas (72º) e Nova Cruz (100º).

Lagoa Salgada, inclusive, lidera esse ranking. Segundo o Ministério da Saúde, baseado em dados até o dia 24 de outubro, o município tem apenas 0,92% de cobertura vacinal, a menor do Brasil em 2019. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), Lagoa Salgada atingiu 1,02% de cobertura vacinal - os dados foram repassados a pedido do G1 na quarta-feira (30).

Segundo os servidores do município responsáveis pelo envio dos dados ao Ministério da Saúde, as vacinas seguem sendo feitas normalmente, mas houve um problema no cadastramento do dados, que precisaria ser feito em um sistema mais novo, o que não aconteceu. Dessa forma, dados referentes aos meses de janeiro a abril só foram enviados na semana passada.

No ano passado, por exemplo, diferente do que há registrado em 2019, Lagoa Salgada imunizou 98% do público alvo da vacina contra a poliomielite.

A Sesap, inclusive, através da assessoria de imprensa, explicou que de fato há, por vezes, dificuldades técnicas que atrasam o preenchimento do sistema pelos municípios, o que deixa os números menores.

Os demais municípios do RN presentes entre os 100 com menores coberturas vacinais são tem, todos, menos de 35% de cobertura, segundo dados do Ministério da Saúde e da Sesap.

Municípios com menor cobertura vacinal

Município

Cobertura (Ministério da Saúde)

Cobertura (Sesap)

Lagoa Salgada

0,92%

1,02%

Pedro Velho

17,76%

19,71%

Pedra Preta

20,00%

21,74%

Carnaúba dos Dantas

23,29%

26,15%

Nova Cruz

28,50%

31,72%

Fonte: Dados da Sesap (30 de outubro) e do Ministério da Saúde (24 de outubro)

Em nota, o Ministério da Saúde reforçou que "trabalha para reverter o quadro de queda nas coberturas vacinais registrado nos últimos anos". "O Movimento Vacina Brasil foi criado em abril deste ano para atingir esse objetivo", diz. A pasta alerta ainda que existem três tipos de poliovírus selvagem e a vacina é a única forma de prevenção. Apesar de o Brasil certificado de área livre da circulação do poliovírus selvagem desde 1994, o Ministério diz que "até que a doença seja erradicada no mundo (como ocorreu com a varíola), existe o risco de um país ou continente ter casos importados e o vírus voltar a circular em seu território".

RN tem quase 80% de cobertura vacinal

O Rio Grande do Norte tem atualmente 78,39% do público alvo vacinado contra a poliomielite, segundo dados da Sesap divulgados na quarta-feira (30). A média dos últimos três anos aponta que o estado tem atingido números próximos a esse.

Em 2016, a média de vacinação foi de 84,43%, enquanto em 2017 foi de 84,31%. No ano passado, a cobertura atingiu a 88,31% do público alvo.

Segundo a Sesap, até o momento, 55 municípios do RN já ultrapassaram os 95% da cobertura vacinal contra a poliomielite e outras 106 cidades estão abaixo dos 90%. A outras 6 cidades estão entre 90% e 95%.

As cinco cidades com maior cobertura vacinal do estado, que ultrapassaram inclusive os 100% do público alvos, são:

Lucrécia – 205%

Riacho da Cruz – 223,81%

Jundiá – 273,33%

José da Penha – 189,36%

Viçosa – 181,82%

*Os dados são referentes até o dia 30 de outubro

Por Leonardo Erys e Igor Jácome, G1 RN