Mais de 22 milhões de pessoas, ou 10,5% da população, tiveram algum sintoma da Covid-19; 3,6 milhões buscaram atendimento

Foto: Fotoarena / Agência O Globo

Mais de 22 milhões de pessoas, ou 10,5% da população brasileira, apresentaram pelo menos um sintoma gripal, que pode estar associada à Covid-19, e 3,6 milhões buscaram atendimento médico, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad Covid-19), divulgada nesta terça-feira pelo IBGE, feita entre 24 e 30 de maio.

O IBGE lista 12 sintomas  (febre, tosse, dor de garganta, dificuldade para respirar, dor de cabeça, dor no peito, náusea, nariz entupido ou escorrendo, fadiga, dor nos olhos, perda de olfato ou paladar e dor muscular) que são investigados pela pesquisa.

Segundo o IBGE, cerca de 1,1 milhão de pessoas foi a hospitais e 137 mil foram internados na última semana de maio.

Entre as pessoas que apresentaram sintomas, mais da metade compraram ou tomaram remédio por conta própria, apenas 4,8% ligaram para algum profissional de saúde.

O serviço público foi o mais usado pela população. Pela pesquisa,  43,6% das pessoas que procuraram assistência médica foram a postos de saúde e equipes da Saúde da Família, 23,4% procuraram o SUS ou UPAS. Segundo Cimar Azeredo, diretor adjunto de Pesquisas do IBGE, os números mostram a presença da saúde pública no país:

— É ao sistema público que a população se dirige nessa condições. Mostra a importância do sistema.

Cássia Almeida, O Globo