Estado adquire 150 mil testes para ampliar diagnóstico do coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesap) espera ampliar ainda neste mês a capacidade de testagem para a Covid-19 de quatro laboratórios regionais. Serão distribuídas 150 mil unidades de exames entre os laboratórios envolvidos. A expectativa é de alcançar a capacidade de 1 mil testes diários.

No último dia 23 de julho, a Sesap anunciou mudanças nos critérios de testagem no Rio Grande do Norte. Até agora, apenas pacientes com comorbidades (problemas crônicos de saúde), idosos e profissionais da saúde tinham prioridade na análise. Com a mudança, a previsão é de que 100% dos pacientes com sintomas gripais sejam testados para a Covid-19.

Segundo a Sesap, o projeto de ampliação da testagem terá investimento total de R$ 4,2 milhões. O objetivo é melhorar a eficiência dos laboratórios situados nos municípios de Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros.

Para melhorar o serviço, a Secretaria de Saúde já adquiriu 150 mil testes sorológicos para esta nova etapa. O novo modelo é capaz de detectar os níveis de anticorpos IgM e IgG em amostra de sangue do paciente. Como o organismo só começa a produzir anticorpos após a infecção já estar instalada, os anticorpos da classe IgM, de fase aguda de infecção, possuem maior sensibilidade após o 10º dia de início dos sintomas.

Os 150 mil testes serão divididos entre as cidades em razão do número de casos suspeitos e confirmados a doença. Com isso, o laboratório central, em Natal, ficará com 100 mil unidades. Mossoró terá 30 mil. Já as cidades de Caicó e Pau dos Ferros ficarão com 10 mil, respectivamente.

Ainda de acordo com a Sesap, o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen), localizado na Zona Oeste de Natal, tinha até este fim de semana o estoque total de 23.657 testes do modelo RT- PCR em estoque.

Este exame identifica o vírus em amostras respiratórias sete dias após do início dos sintomas, ou seja, quando o vírus está agindo no organismo do paciente. Para que isso possa ser feito, só poderão ser testadas as pessoas apresentam sintomas da doença, sejam leves, moderados ou graves.