Brasil aplicou ao menos uma dose de vacina em mais de 19,4 milhões, aponta consórcio de veículos de imprensa

Balanço da vacinação contra Covid-19 deste domingo (4) aponta que 19.474.826 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 9,20% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 5.389.211 pessoas (2,55% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

No total, 24.864.037 doses foram aplicadas em todo o país.

A informação é resultado de uma parceria do consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, "O Globo", "Extra", "O Estado de S.Paulo", "Folha de S.Paulo" e UOL. Os dados de vacinação passaram a ser acompanhados a partir de 21 de janeiro.

Brasil, 4 de abril

Total de pessoas que receberam ao menos uma dose: 19.474.826 (9,20% da população)

Total de pessoas que receberam duas doses: 5.389.211 (2,55% da população)

Total de doses aplicadas: 24.864.037 (68,52% das doses distribuídas para os estados)

Divulgaram dados novos (20 estados): AC, AL, AM, BA, ES, GO, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RS, SE, SP e TO

Divulgaram dados em dias anteriores (6 estados e o Distrito Federal): AP, CE, DF, MA, RO, RR e SC

Foto: Arte G1

Vacinados por estado

Total de vacinados, segundo os governos, e o percentual em relação à população do estado:

AC: 1ª dose - 49.729 (5,56%); 2ª dose - 12.396 (1,39%)

AL: 1ª dose - 269.221 (8,03%); 2ª dose - 65.590 (1,96%)

AM: 1ª dose - 439.884 (10,45%); 2ª dose - 133.157 (3,16%)

*AP: 1ª dose - 68.386 (7,82%); 2ª dose - 16.634 (1,93%)

BA: 1ª dose - 1.715.592 (11,49%); 2ª dose - 332.610 (2,23%)

*CE: 1ª dose - 874.319 (9,52%); 2ª dose - 227.594 (2,48%)

*DF: 1ª dose - 303.535 (9,94); 2ª dose - 81.364 (2,66%)

ES: 1ª dose - 375.413 (9,24%); 2ª dose - 94.062 (2,31%)

GO: 1ª dose - 487.180 (6,85%); 2ª dose - 128.973 (1,79%)

*MA: 1º dose - 429.076 (6,03%); 2ª dose - 119.589 (1,68%)

MG: 1ª dose - 1.737.750 (8,16%); 2ª dose - 560.090 (2,63%)

MS: 1ª dose - 345.452 (12,30%); 2ª dose - 98.727 (3,51%)

MT: 1ª dose - 197.521 (5,60%); 2ª dose - 67.477 (1,91%)

PA: 1ª dose - 679.182 (7,82%); 2ª dose - 142.523 (1,64%)

PB: 1ª dose - 422.693 (10,46%); 2ª dose - 98.008 (2,43%)

PE: 1ª dose - 893.348 (9,29%); 2ª dose - 246.844 (2,57%)

PI: 1ª dose - 276.895 (8,44%) ; 2ª dose - 52.948 (1,61%)

PR: 1ª dose - 1.152.914 (10,01%); 2ª dose - 245.035 (2,13%)

RJ: 1ª dose - 1.316.104 (7,58%); 2ª dose - 374.909 (2,16%)

RN: 1ª dose - 315.743 (8,93%); 2ª dose - 73.015 (2,07%)

*RO: 1ª dose - 110.742 (6,16%); 2ª dose - 34.107 (1,90%)

*RR: 1ª dose - 42.927 (6,80%); 2ª dose - 19.497 (3,09%)

RS: 1ª dose - 1.260.371 (11,03%); 2ª dose - 310.951 (2,72%)

*SC: 1ª dose - 608.970 (8,40%); 2ª dose - 146.635 (2,02%)

SE: 1ª dose - 197.678 (8,52%); 2ª dose - 52.238 (2,25%)

SP: 1ª dose - 4.799.004 (10,37%); 2ª dose - 1.618.191 (3,50%)

TO: 1ª dose - 103.730 (6,52%); 2ª dose - 35.851 (2,25%)

Previsão de vacinas

O Instituto Butantan informou que, em março, já entregou 12,1 milhões de doses da Coronavac. Até o final do mês, a previsão é entregar mais 10,6 milhões de vacinas, completando 22,7 milhões de doses combinadas com o Ministério da Saúde.

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou que já entregou 1,08 milhões de doses da AstraZeneca para o Ministério da Saúde e que até o final de março deve entregar mais 2,8 milhões de vacinas, completando 3,9 milhões ainda para este mês.

Quantas doses cada estado recebeu até 4 de abril

AC: 163.540

AL: 479.860

AM: 1.075.024

AP: 102.350

BA: 2.531.882

CE: 1.333.350

DF: 448.410

ES: 615.620

GO: 1.233.780

MA: 1.233.740

MG: 4.651.980

MS: 467.010

MT: 447.960

PA: 1.096.940

PB: 835.928

PE: 1.438.880

PI: 591.130

PR: 1.727.850

RJ: 3.096.720

RN: 685.690

RO: 213.608

RR: 133.260

RS: 2.861.600

SC: 1.018.990

SE: 318.230

SP: 7.213.455

TO: 270.250

Origem dos dados

Total de doses: números divulgados pelos governos estaduais.

As informações sobre população prioritária e doses disponíveis são do Ministério da Saúde.

As estimativas populacionais são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Consórcio

O consórcio de veículos de imprensa foi formado em junho de 2020, em resposta a uma decisão do presidente Jair Bolsonaro de, na ocasião, restringir acesso a dados sobre a pandemia. Os boletins informam, atualmente, o número de pessoas mortas por coronavírus, a quantidade de contaminados e a média móvel, indicador segundo o qual é possível verificar em quais estados a pandemia do novo coronavírus está aumentando, diminuindo ou em estabilidade.

Por G1