Vigilância continua com vacinação de cães e gatos contra a raiva

A campanha de vacinação antirrábica em Santa Cruz foi encerrada na última sexta-feira, mas os criadores ainda podem vacinar os animais.

A Vigilância Ambiental montou esquema especial para que o criador possa levar o animal até a sede da Vigilância, ou receber os vacinadores em sua residência, com objetivo de vacinar o máximo possível de animais contra a raiva.

Segundo dados da própria Vigilância, cerca de 2 mil animais ainda precisam ser imunizados em Santa Cruz, entre cães e gatos, e a vacinação é a única forma de evitar a doença.

A campanha de vacinação foi considerada um sucesso pela coordenação, mas é sempre necessário vacinar o máximo de animais possível, tendo em vista que Santa Cruz teve recentemente casos de raiva em morcegos e é preciso ter muito cuidado para que o vírus não circule na região.

A raiva é uma doença extremamente perigosa, pois ela não tem cura em animais e humanos. Por isso que os cuidados são redobrados para que a campanha atinja seus objetivos e os animais fiquem imunizados para que a raiva não se torne um problema de saúde pública em nossa realidade.

A expectativa da Vigilância Ambiental é que a população que ainda não vacinou seus cães e gatos compareçam à sede do órgão para imunizar os bichos contra a doença.