Secretaria de Agricultura estabelece prazo para cadastramento de donos de cisternas abastecidas pela Operação Pipa

A Secretaria de Agricultura de Santa Cruz está cadastrando as pessoas responsáveis pelos pontos de abastecimento que recebem água através da Operação Pipa, comandada pelo Exército Brasileiro, nas comunidades rurais.

O cadastro teve início no último dia 23 de dezembro para algumas comunidades rurais, porém o comparecimento ainda é considerado baixo. Para se ter uma ideia, dos 210 pontos de abastecimento, apenas 28 compareceram até o momento.

Diante da exigência e rigorosidade do Exército, responsável pelo abastecimento, a secretaria estipulou um prazo para o comparecimento dos donos de cisternas.  

O objetivo é ter o controle da quantidade de água distribuída em cada ponto. A água, enviada as comunidades, é exclusivamente para consumo humano, beber e cozinhar e cada pessoa tem direito a 20 litros por dia. Só com o cadastramento será possível saber se o volume distribuído atualmente está sendo suficiente.

Até o dia 30 deste mês todos os responsáveis pelos pontos de distribuição de água devem comparecer à Secretaria de Agricultura com a documentação pessoal e a lista de pessoas atendidas por cada um dos pontos. Segundo o secretário de Agricultura, Eduardo Medeiros, quem deixar de fazer o cadastramento terá o abastecimento de água suspenso.

Atualmente a Operação Pipa atende 4.638 pessoas, em 77 comunidades rurais no município de Santa Cruz.