Paróquia define situação com rendeiros e espera lotear terras até o início do próximo ano

A Paróquia de Santa Rita de Cássia realizou na manhã da última terça-feira (15) uma reunião entre o advogado da instituição e 12 rendeiros que tiveram as terras afetadas pela construção do acesso ao Santuário de Santa Rita de Cássia.

Este foi o segundo encontro com os rendeiros com o objetivo de resolver o problema e indenizá-los. No mês passado aconteceu uma primeira reunião, onde foi apresentada a proposta de indenização.

O setor de advocacia da Paróquia, que é representada pela Arquidiocese de Natal, analisou as propostas e com base em uma avaliação in loco de agrônomos, apresentou uma contra proposta para os rendeiros.

Agora, os agricultores analisarão a contra proposta e na próxima semana haverá mais uma reunião, desta vez com cada um dos rendeiros, de forma individual, para acertar o valor definitivo da indenização.

De acordo com o advogado da paróquia de Santa Rita de Cássia, Diácono Francisco Teixeira, os rendeiros se mostraram muito solícitos a um acordo. “Está tudo bem encaminhado. Na próxima semana já venho para conversar com cada rendeiro individualmente e acertar a indenização sem precisar de ir a juízo”.

Dos 12 rendeiros, apenas dois querem negociar para ter direito a vantagens na aquisição de um novo terreno da Paróquia em outro lugar, sendo que os demais querem receber a indenização através de acordo, sem a necessidade de ir a juízo.

Além desta situação com os rendeiros das terras que hoje dão acesso ao Santuário que se encaminha para a resolução, a Paróquia também está planejando organizar todos os terrenos que antes eram considerados em zonas rurais e hoje estão em território urbano.

Como os contratos com os rendeiros se encerram no final deste ano e a Paróquia não mais irá renová-los. Até o início de 2012 será feito um loteamento dessas terras, onde a prioridade será para os atuais rendeiros, mas qualquer pessoa que se interessar poderá adquirir um lote.

Entre as terras que devem ser loteadas pela Paróquia está o extenso terreno entre o bairro do DNER e o Conjunto Cônego Monte, terras próximo à Vila Rica e em outros locais do perímetro urbano de Santa Cruz. As terras serão loteadas com base nas diretrizes definidas pelo Plano Diretor do município, que foi desenvolvido em 2006.

A Paróquia também está interessada em ouvir imobiliárias que queiram comprar todas as terras e elas mesmas fazerem o loteamento. Basta que a proposta agrade o setor financeiro da paróquia.

Com esse planejamento, a Paróquia de Santa Rita de Cássia, através do seu setor jurídico, espera resolver todas as pendências com rendeiros de suas terras até o final deste ano.