MEC aprova Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica do Huab

Dentro do Propósito da Rede Ebserh, “Ensinar para transformar o cuidar”, o Hospital Universitário Ana Bezerra - Huab, através da sua equipe da Gerência de Ensino e Pesquisa – GEP, logrou êxito na aprovação da Residência uni-profissional de Enfermagem Obstétrica junto ao Ministério da Educação – MEC. Em todo este processo, Além da Gerente de Ensino e Pesquisa, professora Simone Pedrosa Lima, foi de grande importância a participação direta da equipe dos enfermeiros obstétricos, da gerente de Atenção à Saúde Professora Dra. Flávia Andreia, da Coordenadora Geral da COREMU/UFRN Elaine Alves, e da Secretaria de Saúde de Santa Cruz e do Projeto ÁpiceOn.

A aprovação do novo Programa de Residência corrobora com a cultura organizacional do Huab em que a enfermagem obstétrica exerce sua prática com autonomia. Além disto, estratégias de gestão foram implementadas a fim de delimitar o espaço de atuação dos enfermeiros, como também da equipe de saúde: ambientes Pré-parto, Parto e Puerpério (PPP); institucionalização das medidas não farmacológicas para o alívio da dor das parturientes; classificação de Robson em que os partos de risco habitual são realizados pelos enfermeiros; e, protocolos assistenciais que orientam fluxos, condutas e procedimentos de todos os profissionais que atuam no cenário do parto.

Vale salientar, que a Residência Uniprofissional em Enfermagem Obstétrica foi uma meta desenhada juntamente com o Setor de Planejamento para 2019, efetivamente cumprida e alinhada com o plano estratégico Ebserh 2019 - 2023.

Ressalte-se que o próximo passo será a submissão da Residência ao Edital de Bolsas do Ministério da Saúde, para que se possa efetivamente utilizar as duas vagas concedidas.

A Gerência de Ensino e Pesquisa Parabeniza a todos que colaboraram para mais esta conquista, que visa fortalecer a rede de atenção à Saúde do estado do Rio Grande do Norte.

A Superintendente do Huab, professora Maria Cláudia Rubim lembra que: “ao longo dos anos o HUAB tem sido reconhecido pelo desenvolvimento de uma assistência obstétrica diferenciada no Estado do Rio Grande do Norte. Este trabalho é consequência de esforços da gestão, dos profissionais e do incentivo da Política de Humanização da Assistência e da Rede Cegonha. Neste contexto, há um destaque ao trabalho realizado pelo enfermeiro obstetra no PPP do referido hospital, que em seu processo de trabalho conduz o parto de risco habitual, caracterizado pelo desenvolvimento de vínculos, empatia, técnicas não farmacológicas de alívio da dor, diminuição de técnicas intervencionistas, escuta qualificada, apoio e o favorecimento de um momento individual, qualificado e de importantes significados”.

Maria Cláudia continua: “todo este processo será fortalecido pela Residência em Enfermagem Obstétrica, aprovada pelo Ministério da Educação, que proporcionará uma formação capaz de transformar outras realidades no Estado do Rio Grande do Norte. Entendemos, portanto, pela experiência do HUAB, que a formação dos profissionais e o apoio incondicional da gestão são capazes de construir políticas, transformar práticas e proporcionar nascimentos prazerosos”.