Exército fiscaliza Operação Pipa em Santa Cruz e Agricultura volta a pedir organização de Pontos de Atendimento

O Exército Brasileiro, responsável pela Operação Pipa em Santa Cruz, realiza nesta e na próxima semana fiscalizações de rotina para avaliar como está a operação no município.

O foco principal do trabalho é saber se os Pontos de Atendimento, que são as cisternas que servem para distribuir a água, estão em conformidades com o que é exigido.

Ao longo do ano, a secretaria municipal de Agricultura sempre alerta os proprietários das cirternas abastecidas, que eles devem cumprir as exigências para não perder o ponto para outro local e prejudicar a comunidade.

São critérios básicos que precisam ser cumpridos para garantir que o município possa continuar atendendo a zona rural através da Operação Pipa.

A Operação Pipa em Santa Cruz é uma das maiores do estado.

São 14 caminhões-pipa que abastecem o município todos os meses, garantindo água de boa qualidade para consumo humano.

Cerca de 5 mil pessoas dependem do abastecimento da Operação Pipa para ter água potável regularmente em suas residências na zona rural de Santa Cruz.

Por isso, que as fiscalizações rotineiras do Exército são importantes para garantir água de qualidade a zona rural do município.