Rogério Marinho apresenta realizações e diz que vida pública de adversários é medíocre

Magnus Nascimento

O ex-ministro Rogério Marinho teve sua candidatura ao Senado confirmada na manhã desse domingo (31), em convenção do Partido Liberal (PL), no Palácio dos Esportes. Prestando contas de suas ações à frente do Ministério do Desenvolvimento Regional e como deputado federal, Rogério criticou adversários e gestões anteriores do Governo Federal. O candidato, inclusive, desafiou os adversários a apresentarem suas realizações.

Rogério Marinho começou a discursar às 12h30, fechando a convenção. Com ginásio lotado, o candidato ao Senado falou por 30 minutos e foi enfático na defesa das ações do Governo de Jair Bolsonaro.

"Eles vão ter me engolir, porque passaram 14 anos e, nesses 14 anos, o que que nós vimos? Superfaturamento, canais deteriorados, barragens destruídas, abandono das obras por parte das empresas. Precisou chegar um presidente de vergonha pra tomar ordem da casa", disse Rogério. "Aliás, nós estamos assistindo todos os dias um grande acervo de obras que está sendo implantada no Brasil e principalmente respeitando o cidadão brasileiro que paga impostos, porque nós estamos reformando obras paralisadas há 15 anos, 20 anos e até 70 anos, como a barragem de Oiticica", disse Rogério Marinho.

Reforçando as bandeiras da liberdade e da família, Rogério Marinho disse que "nunca foi tão fácil escolher", em referência às opções apresentadas com ideologias de direita e esquerda. Como senador, caso eleito, Rogério disse que seguirá defendendo a "liberdade religiosa, do arbítrio, para que se faça as críticas com respeito" e, ainda, "usar os recursos dos brasileiros a favor dos brasileiros". "Esse Governo respeita o contribuinte brasileiro. Respeita o dinheiro do povo brasileiro", disse.

Segundo Rogério, os candidatos adversários têm ocupado os veículos de comunicação e redes sociais "não para falar propostas, mas para desqualificar, mentir, espalhar fake news". No entendimento do ex-ministro, o motivo é que "não têm o que mostrar, o que apresentar, porque a vida pública deles é medíocre".

No discurso, Rogério Marinho disse que nunca permaneceu em zona de conforto e nunca abriu mão de suas convicções, além de ter um trabalho como parlamentar e ministro que é reconhecido pela população.

"Desafio qualquer um a dizer que fez mais do que eu como parlamentar, e não falo isso com vaidade. O Pró-Sertão, com 5 mil empregados. É a assim que se faz política pública, transformando as vidas das pessoas. O Metrópole Digital, maior polo de tecnologia do Nordeste brasileiro. Ação desse deputado federal. Temos um passado de trabalho que não nos envergonha. Sou inteiro nas minhas posições. Ninguém pega na minha munheca", afirmou.

Também agradecendo pelo apoio dos deputados, do prefeito de Natal, Álvaro Dias, do candidato a governador Fábio Dantas, do 1º suplente, Flávio Azevedo, e de dezenas de prefeitos que participaram da convenção, Rogério afirmou que o Governo de Jair Bolsonaro fez com que ele tivesse a oportunidade de fazer muito pelo Rio Grande do Norte e pelo país. Ao fim da convenção, pediu o apoio da população e da militância, para que busquem os votos para garantir a vitória.

"Basta não roubar que o dinheiro não vai faltar. Foi isso que o Governo de Jair Bolsonaro demonstrou. Quando saírem daqui, cointinuem com essa bandeira erguida, desmoralizando pesquisas fakes, imprensa militante e vendida. Conto com a militância de vocês, também para fazer Fábio Dantas governador, Bolsonaro presidente, nossos deputados para termos uma bancada forte, e para termos um estado do Rio Grande do Norte melhor, e do povo de novo", disse.