Governo cancela nomeação de secretária da Diversidade Cultural indicada por Regina Duarte

A Casa Civil do governo federal cancelou nessa segunda-feira (9) a nomeação de Maria do Carmo Brant de Carvalho como secretária de Diversidade Cultural. Ela tinha sido nomeada três dias antes, na sexta (6), e nem chegou a tomar posse no cargo.

O posto pertence à Secretaria Especial de Cultura, comandada desde a última quarta (4) pela atriz Regina Duarte. Questionada, a assessoria da pasta informou que "entraves burocráticos tornaram a nomeação sem efeito".

"A expectativa é que tudo se resolva nos próximos dias", afirmou a assessoria, sem deixar claro se Maria do Carmo será indicada novamente para a mesma posição.

O cancelamento da nomeação foi publicado em uma edição extra do "Diário Oficial da União", assinado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto. A edição não traz o nome de um substituto para o cargo.

Pela manhã, o Ministério do Turismo – onde está lotada a Secretaria Especial de Cultura – publicou o currículo da nova secretária no site oficial.

"Com vasta experiência em gestão social pública e em Assistência Social, Educação e Habitação de Interesse Social, Maria do Carmo prestou consultorias para diversos órgãos e instituições nacionais públicas e privadas, além de fazer parte de missões no Brasil e no exterior", diz o ministério.

"Além disso, já atuou como secretária nacional de Assistência Social do Ministério de Desenvolvimento Social e Agrário, conselheira do Conselho Superior de Responsabilidade Social da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), secretária-adjunta na Secretaria Municipal de Assistência Social de São Paulo e superintendente do Centro de Estudos e Pesquisa em Educação, Cultura e Ação Comunitária."

Entre 2016 e 2019, Maria do Carmo Brant foi secretária Nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social (atual Cidadania).

Secretaria estratégica

Até fevereiro, a Secretaria de Diversidade Cultural era chefiada pela reverenda Jane Silva – amiga de Regina Duarte que chegou a ser convidada para ser a "número 2" da atriz na pasta.

Jane Silva assumiu o comando temporário da Cultura após a exoneração de Roberto Alvim, que deixou o governo após publicar um vídeo com referências à propaganda nazista. Mas, em 7 de fevereiro, Jane foi exonerada do cargo por decisão do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

“Por decisão do Ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, a Secretária de Diversidade Cultural da Secretaria Especial de Cultura, Janicia Silva, será exonerada nesta data. Ainda não há nenhuma definição sobre quem irá ocupar o cargo”, informou a Secretaria Especial em nota.

Por G1 — Brasília