Em nome de governadores, Ibaneis envia pedido de reunião a Bolsonaro e presidentes do STF, Câmara e Senado

Foto: Alexandre Vieira

Por Deliz Ortiz e Pedro Alves, TV Globo e G1 DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), enviou, na noite dessa segunda-feira (23), pedidos de reunião direcionados a:

o presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL)

o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux

No texto, Ibaneis afirma que pretende fazer um encontro entre as autoridades "com o propósito de identificar e pautar pontos convergentes e estratégias visando salvaguardar a paz social, a democracia e o bem-estar socioeconômico da população brasileira".

A medida foi acertada em reunião do Fórum Nacional de Governadores nesta segunda, em Brasília. O encontro contou com a participação de representantes de 25 estados e do Distrito Federal. Não marcaram presença os governadores do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL) e do Amazonas, Wilson Lima (PSC).

Segundo o grupo, o encontro entre as autoridades é uma tentativa de diminuir a tensão entre poderes. A decisão foi tomada três dias após o presidente Jair Bolsonaro pedir o impeachment do ministro Alexandre de Moraes, do STF. Nesta sexta-feira (20), a Polícia Federal deflagrou uma operação que investiga a incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia.

Após a reunião, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT) afirmou que o grupo defendeu uma posição única na defesa da democracia, do respeito à Constituição e à lei. Com isso, segundo Dias, a ideia é evitar que os investidores deixem o país.

"O objetivo é demonstrar a importância de o Brasil ter um ambiente de paz, um ambiente de serenidade, um ambiente em que possamos garantir nessa forma de valorização da democracia, da Constituição, da lei, mas, principalmente, criar um ambiente de confiança, que permita a atração de investimentos, a geração de emprego e renda", disse.

O governador Ibaneis Rocha, do Distrito Federal, afirmou que espera que Bolsonaro "consiga" receber todos os governadores.

"Todos têm ideias muito boas, todos querem ajudar o Brasil. Acho que o momento que o país passa é um momento muito ruim. Quando aparece alguém que quer fornecer ponte nesse momento, em vez de implodir as pontes, pode ser uma saída para restabelecer o ambiente", afirmou o governador do DF.