PF diz que carga de 5,15 toneladas de cocaína é a maior apreensão de drogas feita no RN


Foto: Reprodução

A Polícia Federal informou nessa quinta-feira (14) que a cocaína apreendida na cidade de Areia Branca, no Rio Grande do Norte, durante a Operação Maritimum, foi a maior apreensão já feita pela entidade em solo potiguar.

A pesagem oficial, concluída nessa quinta-feira (14) pela PF, apontou que foram apreendidas 5,15 toneladas da droga. A estimativa oficial era de que era de 4 toneladas. Uma pessoa foi presa em flagrante em Areia Branca.

A Operação Maritimus aconteceu em mais seis estados, além do RN, e foi deflagrada para combater o tráfico internacional de drogas nos portos do país. Ao todo, segundo a PF, foram 6,11 toneladas de droga apreendida - cerca de 960 kg de cocaína apreendidos em Santos e 39 kg em Salvador.

Apenas no Rio Grande do Norte, foram 14 mandados de prisão preventiva e 23 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal do RN. A PF informou que cumpriu 10 mandados de prisão no estado e que quatro alvos estavam foragidos.

Já na Bahia, foram 9 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca; no Pará, 1 e 1; em Pernambuco, 1 e 2; em São Paulo, 18 e 46; no Cerá, 2 e 2; e no Rio de Janeiro, 1 e 1.

Desse total de mandados de prisão preventiva, 38 foram cumpridos e oito pessoas seguiam foragidas até esta quinta-feira em todo o Brasil, segundo informou a PF. Em relação aos mandados de busca e apreensão, dos 90 expedidos, 85 foram cumpridos.

PF cumpriu 10 mandados no RN
A Operação Maritimum, deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (13) em sete estados do país, cumpriu 10 mandados de prisão no Rio Grande do Norte. A informação foi confirmada pela corporação nesta quinta-feira (14). Outro quatro alvos de mandados, no estado, seguem foragidos.

Dos 10 mandados cumpridos, três foram contra pessoas que já estavam detidas na Cadeia Publica de Natal. Segundo a PF, as outras sete prisões ocorreram em cidades da região metropolitana da capital potiguar.

A ação comandada do RN tinha objetivo de cumprir 46 mandados de prisão preventiva e 90 mandados de busca e apreensão expedidos pela 2ª Vara Criminal da Justiça Federal, em Natal.

Os alvos estavam espalhados em sete estados: Rio Grande do Norte, São Paulo, Bahia, Pernambuco, Rio de Janeiro, Ceará e Pará.

Os investigados são suspeitos de usar portos brasileiros e estrangeiros para realizar tráfico internacional de drogas. A polícia também apura o crime de lavagem de dinheiro.

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 169,6 milhões nas contas bancárias de investigados.

Investigação

Segundo a PF, as investigações foram iniciadas no final de 2021 e identificaram um grupo responsável pelo transporte e armazenamento da droga que entrava no Brasil pelas fronteiras com países produtores.

Em seguida, o grupo realizava a “contaminação” de contêineres, ou seja, escondiam a droga em cargas de frutas e outras mercadorias que teriam como destino os portos da Europa.

8 toneladas de drogas apreendidas durante investigações

Durante o inquérito, a corporação apreendeu drogas nos Portos de Santos (SP), Salvador, Natal, Fortaleza e Barcarena (PA), além da interceptação de cargas nos países europeus de destino (Bélgica, França e Países Baixos), totalizando cerca de 8 toneladas de cocaína apreendidas.

A Polícia Federal também identificou que três dos maiores traficantes em atividade no Brasil eram os destinatários dessa droga no exterior, um deles preso recentemente na Hungria.

Por g1 RN