Secretaria de Saúde de Parnamirim confirma mais uma profissional que tomou doses diferentes da vacina contra Covid-19 na Grande Natal

A Secretaria de Saúde de Parnamirim, cidade da Grande Natal, confirmou nesta quinta-feira (18) mais um caso de uma profissional da saúde que tomou doses diferentes da vacina contra a Covid-19 no Rio Grande do Norte. De acordo com a pasta, uma dentista recebeu a primeira dose da vacina de Oxford/AstraZeneca e a segunda, da CoronaVac.

Na terça-feira passada (16), uma fisioterapeuta havia também viveu uma situação semelhante em Natal.

As duas vacinas tiveram uso aprovado pela Anvisa no Brasil e são usadas no programa de imunização. Porém, quem toma a primeira dose de uma deve tomar a segunda dose do mesmo imunizante. Não há comprovação de eficácia da imunização quando o paciente recebe doses da vacina de diferentes fabricantes.

A dentista mora em Natal, mas trabalha em Parnamirim, segundo a Secretaria de Saúde. E foi exatamente no município da região metropolitana onde Eea tomou a primeira dose do imunizante de Oxford/AstraZeneca - essa vacina tem prazo de três meses para a segunda dose.

No comprovante que a profissional da saúde recebeu, no entanto, a equipe registrou que ela recebeu dose da CoronaVac. Quando a equipe foi cadastrar a paciente, houve um erro no registro no sistema do RN+ Vacina, segundo alegou a secretaria.