Deputados questionam estratégia de aliados do Governo do RN para adiar CPI: “Sociedade está do lado da investigação”

Plenario da AL Foto Eduardo Maia

Foto: Eduardo Maia/Arquivo

A repetição da estratégia da base governista, de se ausentar da sessão plenária para evitar a votação do requerimento que vai instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, pautou os discursos dos líderes parlamentares durante a sessão plenária desta quinta-feira 15 na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.
 
O primeiro a discursar no horário das lideranças foi o deputado estadual José Dias (PSDB). “Deveria ter uma CPI da Segurança, como da não transferência dos recursos aos municípios, da Educação. Motivos para CPIs no RN têm de sobra. Mas a responsabilidade não é apenas do Governo, é da sociedade também”, falou o parlamentar.
 
Em seguida, o deputado Getúlio Rêgo (DEM) disse ser “triste ver a ausência de parlamentares do governo em mais uma sessão”. Para o democrata, o ato mostra “a preocupação em adiar o início dos trabalhos da CPI em nosso Estado”.
 
De acordo com Getúlio, “o povo do RN está atento à CPI e a sociedade está do lado da investigação. A CPI quer esclarecimentos. Vamos fazer nosso papel de fiscalizar o governo com responsabilidade e isenção e na próxima semana essa situação terá um desfecho. A CPI é direito das minorias”, afirmou.
 
Por Agora RN