Central de Abastecimento do RN estabelece medidas de prevenção ao coronavírus

José Aldenir / Agora RN

A Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte (Ceasa-RN) publicou portaria Nº 3 que estabelece medidas temporárias de prevenção ao contágio do coronavírus (Covid-19).

Medida decorre da edição desta quarta-feira (18) do Diário Oficial do Estado (DOE) o Decreto Nº 29.524, que dispõe sobre medidas restritivas temporárias para o enfrentamento da Situação de Emergência em Saúde Pública provocada pelo novo coronavírus (Covid-19), assinado conjuntamente pela governadora Fátima  Bezerra e o titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia.

O portaria determina a suspensão do atendimento público presencial na sede administrativa da Ceasa pelo prazo de 14 dias. Não havendo prejuízo no funcionamento dos mercados de hortifrutis que continuam funcionado em horário normal, mas seguindo os protocolos de higienização e prevenção, assim como a identificação de quadros sintomáticos associados ao coronavírus.

A partir de agora, os atendimentos presenciais de urgência serão feitos por meio de agendamento eletrônico pelos e-mails: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ; Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo WhatsApp (84) 99412-7967.

A portaria também suspende, pelo prazo de 30 (trinta) dias, a realização de viagens oficiais realizadas por empregados, estagiários e colaboradores para outros estados da Federação, inclusive, aquelas já autorizadas e publicadas, que deverão ser imediatamente canceladas.

Também fica estabelecido a quarentena aos empregados, aprendizes e colaboradores que prestam serviços no âmbito da Ceasa-RN que tenham realizado viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS; possuam histórico de contato próximo de caso suspeito para a COVID-19; e tenham tido contato próximo de caso confirmado da COVID-19.

Os empregados, estagiários e colaboradores maiores de 60 (sessenta) anos, gestantes ou com filhos menores de 1 (um) ano e portadores de doenças respiratórias ou imunossupressoras crônicas que compõem risco de aumento de mortalidade por COVID-19, poderão realizar suas atividades funcionais via teletrabalho/home-office, pelo período de 14 (quatorze) dias, a contar de 17 de março de 2020.

O número de casos suspeitos de coronavírus subiu de 33 para 72 no Rio Grande do Norte. A informação está disponível na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde (Ivis) do Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (18). Outros 21 casos em investigação foram descartados.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), até o momento apenas uma paciente testou positivo e foi diagnosticada com o Covid-19 no estado. Foi o caso de uma mulher de 24 anos que viajou para a Europa, e que já não apresenta mais sintomas da doença.