Auxílio Brasil: pagamento do 'novo Bolsa Família' começa nesta quarta-feira com filas pelo país

O governo federal começa a pagar nesta quarta-feira (17) o Auxílio Brasil – programa que substitui o Bolsa Família.

Segundo o Ministério da Cidadania, neste primeiro mês serão contempladas mais de 14,5 milhões de famílias, que receberão um total de mais de R$ 3,25 bilhões. O valor médio neste mês será de R$ 224,41 por família.

Em meio a muitas dúvidas sobre o novo programa social, agências da Caixa Econômica Federal (CEF) e postos do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) amanheceram com filas por todo o país. Em muitos locais, o g1 conversou com trabalhadores que não sabem se terão direito ao Auxílio Brasil e qual será o valor do benefício, além de muitas pessoas em busca do cadastro para recebimento da ajuda.

Quem vai receber?

Neste mês de novembro, o Auxílio Brasil será pago a quem já era beneficiário do Bolsa Família – exceto aqueles que, ao longo do mês de outubro, tenham deixado de atender as regras do próprio bolsa. Serão cerca de 14,6 milhões de beneficiários.

Nesta quinta, recebem os beneficiários com número do NIS terminado em 1. Quem tem NIS terminado em outros dígitos receberá ao longo dos próximos dias – veja no calendário mais abaixo.

Quem recebeu o Auxílio Emergencial, mas não recebia Bolsa Família, não está automaticamente incluído no Auxílio Brasil.

Quem ainda não recebia Bolsa Família, mas está inscrito no Cadastro Único e atende os requisitos do programa, poderá ser incluído nos próximos meses, mas não há garantias nem prazos. O Ministério da Cidadania promete adicionar mais 2,4 milhões de beneficiários em dezembro.

Quem ainda não está no CadÚnico precisa se inscrever para ser considerado para o programa. Veja aqui como se inscrever.

EM RESUMO:

Se já tinha o Bolsa Família: Auxílio Brasil será pago automaticamente este mês

Se está no CadÚnico, mas não recebia o Bolsa Família: vai para a lista de reserva, e pode receber o Auxílio Emergencial no futuro, caso se enquadre nas regras do programa

Se não está no CadÚnico: é preciso buscar um Cras para registro, sem garantia de receber

Calendário de pagamentos

O pagamento do Auxílio Brasil, assim como era com o Bolsa Família, será feito pelo dígito final do NIS dos beneficiários.

Foto: Economia g1

Como saber se eu vou receber? E quanto?

A concessão e o valor do benefício poderão ser consultados:

Pelo telefone da Caixa

Pelo aplicativo do Auxílio Brasil

Telefone Caixa

Pelo telefone, o interessado deve:

Ligar para 0800 426 02 07

Digitar a opção 3 (Auxílio Brasil e demais programas)

Digitar a opção 4 (para saber se você foi incluído)

Digitar o número do CPF ou do NIS

Aplicativo Auxílio Brasil

O novo aplicativo substitui o antigo app do Bolsa Família. Quem já tinha o app do Bolsa deve apenas atualizá-lo para a nova versão, pela loja de aplicativos do próprio celular, caso a atualização não seja feita de forma automática.

Baixar o aplicativo

- clique aqui para instalar em celulares Android

- clique aqui para instalar em celulares Apple

Clicar em 'consultar'

Acessar o app usando

- a senha que já era usada no aplicativo do Bolsa Família, OU

- a senha do Caixa TEM, OU

- se cadastrar no aplicativo

Consultar o benefício

Como sacar?

Até a emissão de um novo cartão, os beneficiários poderão sacar o novo auxílio usando o cartão do Bolsa Família, da mesma forma que faziam com o antigo benefício.

Além disso, os benefícios serão pagos por meio das contas:

Poupança Social Digital (Caixa TEM, usada também para o pagamento do Auxílio Emergencial);

Conta Corrente de Depósito à vista;

Conta Especial de Depósito à vista; e

Conta Contábil (plataforma social do programa), usada apenas se o beneficiário não tiver nenhuma das anteriores.

Os canais para saque dos benefícios permanecem os mesmos: terminais de autoatendimento, unidades lotéricas, correspondentes Caixa Aqui, além das agências da Caixa.

Por g1