16ª e 68ª Zonas Eleitorais se prepararam para o segundo turno das eleições

As 16ª e 68ª Zonas Eleitorais, que tem sede em Santa Cruz, já estão nos preparativos para o segundo turno das eleições 2010. O pleito será realizado no dia 31, último domingo deste mês. No estado, os eleitores potiguares escolherão apenas o novo presidente da república.

Para o segundo turno, as regras são as mesmas do primeiro turno. Dessa forma, já está quase tudo pronto, a exemplo do transporte de eleitor, que será feito pelos mesmos veículos.

Outra decisão definida é com relação aos mesários. As pessoas convocadas para trabalhar no primeiro turno, já estão automaticamente convocadas para o segundo turno das eleições. Segundo o chefe do cartório da 68ª Zona Eleitoral, José Carlos, na carta de convocação está contida também a informação que no caso de segundo turno, os mesários seriam obrigados a trabalhar para a justiça eleitoral durante o pleito.

Com relação às Urnas Eletrônicas, o trabalho de preparação para este turno acontecerá na sede dos próprios cartórios eleitorais. Um técnico do TRE estará em Santa Cruz para a colocação dos disquetes e chips que contém as informações dos candidatos. As datas das preparações das máquinas são as seguintes: dia 25 para as urnas da 16ª Zona Eleitoral e dia 26 serão preparadas às urnas que serão utilizadas pela 68ª Zona Eleitoral, sendo que os técnicos de urna das zonas eleitorais também trabalharão no processo de montagem delas.

Mesmo com o horário de verão em vigor nas regiões Sudeste, Centro-oeste e Sul do país, no Nordeste a votação será no horário local habitual, das 8h às 17h. A votação nos estados onde vigora o horário de verão termina uma hora mais cedo que nos estados do nordeste e norte e com isso a apuração terá início apenas quando a votação terminar em todo o país, para não haver nenhuma influencia na hora do voto.

A justiça eleitoral ainda alerta a população a respeito da documentação na hora de votar. Como foi decidido pelo superior tribunal de justiça, é obrigado o eleitor levar apenas um documento oficial com foto para votar, mas a justiça alerta para que o eleitor leve também o titulo eleitoral, pois facilita na hora de procurar a sessão de votação.


Imprimir