Aposentadorias superam convocações



A convocação de 944 professores, anunciada pelo Governo do Estado, não será suficiente para sanar a deficiência no quadro geral do magistério da Secretaria da Educação e da Cultura (Seec) do Rio Grande do Norte. Isso  porque os pedidos de aposentadoria e afastamento de professores são variáveis e aumentam a defasagem.

Segundo a coordenadora de recursos humanos da Seec, Ivonete Bezerra, só este ano já se aposentaram 754 professores e cerca de 600 outros processos estão em tramitação.

"Os 944 que estão chegando vêm para sanar a necessidade atual, mas todos os dias há novos pedidos de aposentadoria", explicou Ivonete. Além das aposentadorias já concedidas e aquelas por conceder nos próximos meses, a Secretaria de Educação do Estado também registrou, este ano, 250 pedidos de profissionais da educação para se afastarem das atividades normais em razão de estarem disputando as eleições municipais como candidatos.

No último concurso realizado para o preenchimento de vagas assumiram 875 professores. No ano passado, a secretária Bethania Ramalho afirmou à imprensa que o problema da falta de professores no RN seria sanado após o certame que convocaria 3.500 profissionais.

A lista com nomes do novos convocados será publicada no próximo sábado no Diário Oficial do Estado. São 372 professores para 1ª e 2ª Direds, regionais Natal e Parnamirim, que juntas englobam 16 municípios; 255 para 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 16ª Direds, regionais Nova Cruz, São Paulo do Potengi, Ceará-Mirim, Macau e João Câmara, que juntas agregam 54 municípios; 101 para 7ª, 9ª e 10ª Direds, regionais Santa Cruz, Currais Novos e Caicó, que juntas totalizam 31 municípios; 97 serão convocados para 8ª, 11ª e 12ª Direds, regionais Angicos, Assú e Mossoró, que juntas possuem 24 municípios; e 119 para 13ª, 14ª e 15ª Dired, regionais Apodi, Umarizal e Pau dos Ferros, que englobam 42 municípios.

Da Tribuna do Norte

Imprimir