Caixa libera saques e transferências da 2ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em março

Agência Brasil

A partir desta terça-feira (2), os trabalhadores informais, autônomos e microempreendedores individuais (MEIs) registrados no Cadastro Único ou que solicitaram o auxílio emergencial via site ou aplicativo passam a poder sacar e transferir o dinheiro da segunda parcela (veja calendário completo abaixo). Segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), os saques desta terça contemplam 2,7 milhões de beneficiários.

Os saques em dinheiro tiveram início em 30 de maio (último sábado) e foram liberados para nascidos em janeiro e fevereiro - 5 milhões de cadastrados no programa de auxílio. Até o dia 30 de maio, o recurso do benefício só estava disponível no aplicativo Caixa Tem, alvo de diversas reclamações entre usuários. A segunda parcela foi paga entre 20 e 26 de maio, mas não podia ser movimentada entre contas ou retirada em espécie.

Este terceiro dia de calendário de saques é reservado apenas para os trabalhadores SEM Bolsa Família nascidos no mês de março.

Aqueles que têm Bolsa Família seguem uma agenda de pagamentos diferente, que começou na segunda-feira (18) e segue a ordem do último dígito do NIS.

A ordem de saques segue o mês de aniversário dos beneficiários e vai até o dia 13 de junho.

Calendário da 2ª parcela (saque em dinheiro) - Poupança Social e demais públicos

Nascidos em:

Data do recebimento:

Número de beneficiados

Janeiro

30 de maio (sábado)

2,6 milhões

Fevereiro

1 de junho (segunda)

2,4 milhões

Março

2 de junho (terça)

2,7 milhões

Abril

3 de junho (quarta)

2,6 milhões

Maio

4 de junho (quinta)

2,7 milhões

Junho

5 de junho (sexta)

2,6 milhões

Julho

6 de junho (sábado)

2,6 milhões

Agosto

8 de junho (segunda)

2,6 milhões

Setembro

9 de junho (terça)

2,6 milhões

Outubro

10 de junho (quarta)

2,6 milhões

Novembro

12 de junho (sexta)

2,5 milhões

Dezembro

13 de junho (sábado)

2,5 milhões

Fonte: Ministério da Cidadania

Vale lembrar que só quem conseguiu a primeira parcela até 30 de abril terá a possibilidade de saque conforme o calendário acima.

Quem recebeu depois disso, na nova leva de aprovados, só deverá começar a receber a segunda parte do auxílio 30 dias depois da data de depósito da primeira parcela, que veio em atraso.

A Caixa informou que aqueles que forneceram dados bancários devem receber o dinheiro automaticamente em duas contas de acordo com o calendário que segue ordem de nascimento.

Segundo o banco, não será necessário pedir a transferência pelo aplicativo Caixa Tem, usado para movimentações e pagamentos de contas.

Você tem direito a sacar hoje se:

Já tiver recebido a primeira parcela até o dia 30 de abril

Tiver recebido a segunda parcela até 26 de maio

Fizer aniversário em janeiro

Como será o pagamento?

Nesta segunda parcela, a quantia de R$ 600 (ou R$ 1.200 para mães chefe de família) foi depositada diretamente em conta digital gratuita da Caixa, aberta especialmente para o programa emergencial.

Diferentemente do que ocorreu na primeira parcela, a regra passou a valer também para quem tem conta bancária em outros bancos. Esta foi uma das mudanças desta segunda fase de pagamentos.

Até então, os correntistas da Caixa e de outros bancos podiam receber o auxílio diretamente nas contas informadas no pedido do benefício ou listadas no Cadastro Único, sem precisar esperar pelo calendário de saques e transferências.

"O cliente que recebeu a primeira parcela pela conta poupança da Caixa ou por outro banco terá aberta nesta segunda etapa, gratuitamente, uma Poupança Social Digital e movimentará os recursos por meio do Caixa Tem", informa o banco, em comunicado.

É permitido o pagamento de contas e boletos de água, luz, telefone e cartões de crédito. Também estará liberada a emissão de um cartão de débito digital, que poderá ser usado para compras em sites e aplicativos.

Por Isabel Filgueiras e Júlia Lewgoy, Valor Investe