Idema abre processo seletivo para contratação de 189 profissionais de nível superior no RN

Foto: Divulgação

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) abriu processo seletivo para a contratação de 189 bolsistas de nível superior. Os contratos são para um período de 12 meses, com possibilidade de renovação e os salários vão de R$ 2.400 a R$ 3.400.

As inscrições seguem abertas no site da Funcitern http://www.funcitern.org/selecaoidema até o dia 12 de setembro e os currículos serão avaliados com base na análise da formação acadêmica, de produção científica e das experiências profissionais que contribuam para o projeto. Segundo o Idema, os contratados vão atuar em um projeto de fortalecimento institucional de gestão ambiental e territorial.

As vagas são para: Administração (1), Direito (31), Arquitetura e Urbanismo (8), Engenharia Química (8), Ciência e Tecnologia (3), Engenharia Ambiental (8), Engenharia Civil ou Tecnólogo em Construção Civil (13), Engenharia Civil (1), Engenharia Elétrica (4), Engenharia Florestal (9), Engenharia Mecânica (3), Engenharia de Minas (1), Engenharia de Petróleo e Gás (7), Geografia (12), Graduado na área de geociências ou ciências naturais (1), Geologia (9), Agronomia ou Engenharia Agronômica (12), Gestão Ambiental (10), Ciências Biológicas (35), Ecologia (6), Aquicultura ou Engenharia de Pesca (2), Pedagogia (3), Oceanografia (1), História, Arqueologia ou Antropologia (1).

Os bolsistas que possuem graduação vão receber R$ 2.400, os com especialização R$2.700, enquanto os mestres ganham R$2.900 e os doutores R$3.400.

Segundo o diretor geral do Idema, Leon Aguiar, com essas contratações o Idema executa as atividades de Educação Ambiental, gestão das Unidades de Conservação da Natureza e auxilia no desenvolvimento de estudos e projetos ambientais para o RN.

Além disso, monitora os recursos ambientais, potencializa a fiscalização ambiental, assegura a proteção da Zona Costeira, dos biomas Caatinga e Mata Atlântica, das Áreas de Preservação Permanente, dos corpos d'água, monitora a qualidade do ar e das águas e faz apoio ao licenciamento ambiental para o desenvolvimento econômico de forma sustentável, entre outros.

“O convênio tem como principal objetivo modernizar, trazer eficiência e fortalecer o Instituto, com base em corpo técnico qualificado para garantir a execução da Política Estadual do Meio Ambiente, em prol do desenvolvimento sustentável”, explicou Leon.

Por G1 RN