Fundase/RN lança edital de concurso com 576 vagas e salários de até R$ 3.967

Foto: Divulgação

O governo do Rio Grande do Norte publicou no Diário Oficial do Estado deste sábado (16) um edital de concurso público com 576 vagas de trabalho na Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Norte (Fundase).

Os salários iniciais oferecidos variam de R$ 2.363,09 a R$ 3.967,09.

Os cargos estão distribuídos nas cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró e Caicó, com oportunidades para analista socioeducativo (60), agente socioeducativo (420), analista administrativo (02), técnico de nível superior (39) e técnico de nível médio (55).

Veja o edital aqui

Segundo o edital, a data provável para aplicação das provas objetivas e discursivas é 18 de setembro.

Já as inscrições poderão ser realizadas entre 19 de julho e 11 de agosto. As taxas são de R$ 80 para candidatos de nível médio e R$ 120 para os de nível superior.

O concurso é realizado pelo Instituto AOCP http://www.institutoaocp.org.br/

A Fundase administra as unidades socioeducativas que recebem jovens menores de idade que cometeram atos infracionais e têm medidas socioeducativas determinadas pela Justiça.

Cargos

Para o cargo de analista socioeducativo, 60 vagas serão divididas entre profissionais graduados das áreas de Serviço Social (23); Pedagogia (14); e Psicologia (23). Também com exigência de nível superior, em qualquer curso, serão ofertadas 420 vagas para o cargo de agente socioeducativo.

Para o cargo de analista administrativo, serão ofertadas 02 vagas, distribuídas entre contador (1) e analista de sistemas (1). Totalizando as vagas do certame, 39 serão para técnico de nível superior e 55 para técnico de nível médio.

A seleção dos cargos de analista socioeducativo, analista administrativo e técnico de nível superior contará com provas objetiva (conhecimentos gerais e específicos) e discursiva, de avaliação de títulos, investigação social e exame toxicológico.

Já os futuros agentes socioeducativos passarão pelas mesmas etapas mais teste de aptidão física e curso de formação, enquanto o certame para os cargos de técnico de nível médio terá apenas prova objetiva, investigação social e exame toxicológico.

Por g1 RN