Caixa prevê apostas da Mega Sena pela internet para 2012

Sex, 07 de Outubro de 2011 10:29
Imprimir

A Caixa Econômica Federal está com estudos avançados, “já com expectativa de lançamento marcado para março de 2012”, da venda da Mega Sena pela internet, disse nesta quarta-feira (5) à Agência Brasil o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto.

Atualmente, a venda online da Mega Sena é feita apenas para os correntistas da instituição. A ideia, segundo Cleto, é abrir no portal da Caixa a possibilidade de os cidadãos de todo o país fazerem suas apostas. “O apostador vai poder entrar no site da Caixa e lá fazer as apostas. Vai conseguir imprimir e ter lá registrados todos os seus boletos de aposta”. Lembrou que hoje, para a população em geral, as apostas só podem ser feitas fisicamente, nas casas lotéricas.

Para tornar viável a aposta pela internet, segundo Cleto, está em desenvolvimento um sistema que viabilizará o pagamento da aposta. “Uma carteira eletrônica vai ser criada, a partir da qual você pode creditar dinheiro lá e, em cima disso, fazer o débito para pagar suas apostas. A expectativa nossa é anunciar isso em março de 2012”, disse.

Ele declarou ainda que o objetivo da Caixa é dar para o apostador um maior nível de comodidade e praticidade “para que aqueles que tenham acesso à rede mundial de computadores possam fazer suas apostas”. A iniciativa faz parte da estratégia da Caixa de ampliar os canais de venda, no sentido de facilitar a vida do apostador, “dando para ele toda essa acessibilidade que a internet permite”.

No ano passado, as loterias da Caixa arrecadaram R$ 8,8 bilhões em apostas. O valor foi o maior da história das loterias brasileiras e mostrou avanço de 19,8% em relação ao volume apurado em 2009. Para 2011, a meta, conforme estimou Cleto, é atingir R$ 10,2 bilhões em arrecadação, “ou seja, um aumento de mais de 10% sobre o ano passado”. De janeiro a agosto deste ano, o setor de loterias da Caixa já arrecadou R$ 6,82 bilhões, o que corresponde a um crescimento de 18,6% em relação ao mesmo período de 2010.
 
Da Agência Brasil