FACISA desenvolve projeto que trata pacientes que ficaram com sequelas da Chikungunya

A Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), campus de Santa cruz da UFRN, deu início a um novo projeto na Clínica Escola de Fisioterapia e está convocando pacientes para fazer parte do atendimento.

O projeto é voltado para pessoas diagnosticadas com Chikungunya e que ficaram com dores crônicas nas articulações. A ação visa minimizar as dores causadas pela doença com uma técnica que só é utilizada em dois municípios potiguares: Natal e Santa Cruz.

Durante duas semanas, diariamente, os pacientes receberam 10 sessões do tratamento e deverão ficar com menos dores que se não fossem tratados. O número de vagas no projeto chega a 50.

Para participar, o paciente deve ir a Clínica Escola da FACISA com os documentos pessoais e o diagnóstico da doença. O tratamento é gratuito e pode ser recebido por qualquer pessoa localizada da região Trairi.

A Chikungunya é uma doença que afetou muitas pessoas no Nordeste. Cerca de 10% ficaram com sequelas, e podem sentir dores em articulação por até seis anos consecutivos.

As inscrições no projeto já estão abertas e o tratamento começa imediatamente após o paciente se inscrever na FACISA. Ao logo deste mês de março, o campus espera preencher todas as vagas disponibilizadas.

 

0 Comentários

Enviar comentário


FARMÁCIA DE PLANTÃO

quinta-feira
Santa Rita
3291-4296

© 2007 Rádio Santa Cruz AM - Rua Odorico Ferreira de Souza, n° 70, Bairro DNER, Santa Cruz/RN - CEP 59.200-000
(84) 3291-2300 - 3291-2201 - ZYJ-614 - 1.410 kHz - 5,0 KW